O JOGO DA BALEIA AZUL: UM DESAFIO PARA A FAMÍLIA



O JOGO DA BALEIA AZUL: UM DESAFIO PARA A FAMÍLIA

Ficamos cada dia mais estarrecidos e preocupados quando nos deparamos com as notícias que a internet veicula sobre o polêmico jogo virtual conhecido como Baleia Azul, trata-se de desafios que podem levar crianças e adolescentes ao suícidio.

Sabemos que com as redes sociais elas ganham proporções gigantes e, por esse motivo, exercem um poder de sedução, principalmente, nos adolescentes.

A adolescência é uma fase repleta de desafios e mudanças, às vezes desejadas, outras vezes, não. Diante de tantas cobranças que o mundo faz, é comum o adolescente sentir-se desmotivado, confuso e angustiado e encontram nessas práticas uma forma de pedir ajuda ou até mesmo de serem aceitos e admirados no grupo de amigos.

Isso traz alertas importantes para as famílias. O desafio maior é nosso.

Estamos muito distraídos. A falta de vigilância dos pais, que muitas vezes não sabem o que os filhos acessam na internet, tem aumentado os riscos. Devemos monitorar o uso da internet, explicar sobre o seu uso responsável e seguro e, sobretudo, conversar com os nossos filhos em um clima de abertura e acolhimento. Afinal, o nosso grande desafio é dar apoio aos adolescentes.

Não adianta acabar com a Baleia Azul, muitos outros jogos como este poderão ainda ser criados. Os pais precisam estar mais presentes, dar carinho, ter tempo. Crianças e adolescentes precisam que seus pais saibam onde eles estão indo e o que estão fazendo. Infelizmente, quando a família falta, os filhos buscam preencher essa ausência.

É importante estarmos atentos aos sinais silenciosos que, muitas vezes, passam desapercebidos. Fiquem atentos às mudanças de comportamento e acompanhem a rotina de seus filhos, sem que isso se torne um ato de policiamento. Conversar com os filhos, manter-se próximo e oferecer um lugar de acolhimento pode ajudá-los. Recuar não é, de forma alguma, a melhor escolha. É preciso participar!


One thought on “O JOGO DA BALEIA AZUL: UM DESAFIO PARA A FAMÍLIA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *